sexta-feira, 8 de junho de 2018

DEVANEIOS


Quem é corredor de rua sabe o quanto é complicado correr nos dias quentes.
Apesar de o verão começar, oficialmente, no dia 21 de dezembro, não fazemos muita distinção entre as estações do ano. Ou estamos sentindo frio, ou reclamando do calor.
A maioria das pessoas nem sequer já ouviu falar em solstícios e equinócios.
O fato é que correr entre dezembro a meados de abril, quase sempre, significa sofrer com o mormaço.
Depois disso o clima fica ameno.
Aí, vai ficando mais ameno, mais ameno, mais ameno, até ficar gelado. A partir disso, correr torna-se um desafio outra vez.


O dia 21 de junho marca o início do inverno. Especula-se, nas mídias, que este será o mais rigoroso dos últimos 100 anos.
E essa é uma ótima notícia, pra quem gosta de pinhão na chapa e chimarrão.
Mas quem gosta de levantar cedo pra correr, principalmente nos finais de semana, vai passar a ter certa resistência. E não me refiro à resistência do chuveiro que, diga-se de passagem, Deus proteja e guarde, amém.
Levantar cedo em dias frios requer uma dose bem nutrida de força de vontade.
Sim. Eu disse le-van-tar.
Acordar é só uma etapa do processo.


Estando fora da cama, dificilmente o corredor de rua volta a dormir.
A menos que ele seja vencido na árdua batalha contra seu pior inimigo, a impiedosa Preguiça-Monstro.


Pra combater essa fera perversa você precisa tomar os seguintes cuidados:
  • Organize todo o material de corrida já na noite anterior;

É importante não ter tempo pra perder e, depois, usar isso de desculpa pra poder ficar em casa;
  • Não deixe o celular, ou o despertador, ao alcance das mãos, em nenhuma hipótese;

Deixe-o longe suficiente para que você precise levantar para desligá-lo.
  • Não faça da refeição pré-treino um banquete;

Comendo muito você terá que descansar e, descansando, você vai se atrasar. Se atrasando, você terá uma boa desculpa pra não sair correr.


Para entregar-se às garras da Preguiça faça assim:
  • Desmonte seus tênis e coloque os cadarços e as palmilhas num balde com água na noite anterior (vai na fé);
  • Atente-se para deixar o celular, ou despertador, ao lado da cama. Assim, você poderá reprogramá-lo por mais 30 minutinhos a cada vez que despertar;
  • Levante após relutar bravamente;
  • Tome um café reforçado, daqueles que tem status de almoço;
  • Vista roupas apropriadas para correr em dias frios. Se tiver sorte, lá fora não estará ventando a ponto de doer no arco das orelhas;
  • Confira seus itens de corrida. Sentirás falta dos tênis;

Encontrando-os, perceba que estão sem os cadarços e as palmilhas, que você deixou de molho na noite que passou;
Não havendo o que fazer, volte para a cama e decrete a vitória da Preguiça-Monstro.
Outro dia você corre.
Outro dia menos frio.


Bons sonhos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário