domingo, 27 de novembro de 2016

ENCARANGANDO COM O CIÁTICO

Dezembro chegando e o corredor de rua sente o cansaço acumulado por conta dos treinos e provas que fez até aqui. Somado ao fato de que ele não andou cuidando de sua postura (principalmente no trabalho) e exagerou em quantidade de participações nas corridas deste ano, é possível que seu nervo ciático já tenha reclamado.
E ele é chato.
Não o corredor, o nervo.
Dor de dente dá e passa.
Caxumba dá e passa.
Mas a dor no nervo ciático afeta um brasileiro em cada três lá de casa.
E como uma visita chata, a dor não vai embora cedo.
Sei disso porque faço sala pra ela.


A sensação incômoda é parecida com a de tomar agulhadas na região lombar, ou um pouco mais abaixo, na região glútea (popularmente conhecida por "bunda").


Também podem ser sintomas de dor ciática o enfraquecimento muscular na região afetada, o formigamento, a perda de sensibilidade no local da dor e o desemprego.


Aliás, o desemprego não. Essa é outra história.
Fato é que não devemos ignorar os sinais do corpo. O tratamento precoce pode evitar a dor de cabeça de termos o agravamento na dor do ciático.
Outras recomendações são a prática de certos exercícios físicos de alongamento, a caminhada, a natação, entre outras atividades de baixo impacto.
O repouso também pode ser indicado para o sossego de um ciático estressado. Por outro lado, o sedentarismo está entre as causas do seu destempero.
Algumas matérias, que encontramos na internet, esclarecem diversas questões sobre o assunto e servem de ponto de partida na busca pelo tratamento ideal. Achei bacana o espaço Fisioterapia para Todos. Recomendo a leitura, mesmo que só para agregar conhecimento.
Cuidados básicos de prevenção vão da regulagem do banco do carro...


Até a correção da postura no trabalho.


Tudo, para não ter que se submeter à cirurgia, em casos mais extremos.


Cuidemos então deste carinha nervoso, o ciático.
Dado o recado, conto num dedo só o compromisso com corridas de rua que me resta para o ano.
Mas pra quem já se deu férias, aproveite.
Descanse, mas não relaxe.
Outra hora abordamos esse tema aqui, sobre o período de recesso.
Por enquanto é isso.
Agradeço a leitura.

2 comentários:

  1. Show de bola amigo, vc sempre dando um banho de conhecimento e bom humor, parabéns e até o ano que vem nas corridas da vida.

    ResponderExcluir