domingo, 27 de novembro de 2016

ENCARANGANDO COM O CIÁTICO

Dezembro chegando e o corredor de rua sente o cansaço acumulado por conta dos treinos e provas que fez até aqui. Somado ao fato de que ele não andou cuidando de sua postura (principalmente no trabalho) e exagerou em quantidade de participações nas corridas deste ano, é possível que seu nervo ciático já tenha reclamado.
E ele é chato.
Não o corredor, o nervo.
Dor de dente dá e passa.
Caxumba dá e passa.
Mas a dor no nervo ciático afeta um brasileiro em cada três lá de casa.
E como uma visita chata, a dor não vai embora cedo.
Sei disso porque faço sala pra ela.

sábado, 12 de novembro de 2016

PARABÉNS EDUARDO!!!

E neste domingo tem um cara muito gente boa soprando velinhas.
Alguém contou que são trinta e cinco primaveras. Mas nem parece.
Podia jurar que fossem mais.
Rostinho de quinze.
Corpinho de dezesseis.
Disposição de vinte.
Segundo a Teoria de Pierre Katuan, a soma desses fatores (facial, anatômico e físico) é que determinam a ideia mais aproximada da idade de um indivíduo. No seu caso, Eduardo, cinquenta e um anos.
Parabéns velhinho!!!

terça-feira, 8 de novembro de 2016

MEIA MARATONA DE POMERODE 2016

Saudações amigos!!! 
Quantas saudades vocês estavam de mim, não é?
Minha nossa! Foram muitos e-mails, telefonemas, manifestações para que eu voltasse a escrever no blog que eu nem podia mais sair de casa pelo portão da frente.
Teve gente acampada na minha rua, passeatas, carreatas entre outras demonstrações de carinho.
Foi muito comovente. Mesmo.


Enquanto isso, eu escolhia a prova ideal para este retorno. Uma corrida que fosse tradicional. Daquelas que mobilizam a galera.