domingo, 5 de junho de 2016

CIRCUITO SESI CORRIDAS DO BEM - ETAPA DE ITAJAÍ (29/05/2016)

Neste domingo está completando uma semana que participei da etapa de Itajaí do Circuito Sesi Corridas do Bem.
Ótima prova, organização impecável.
Gosto do padrão que existe nas etapas deste circuito. De Joinville a São Miguel do Oeste, de Blumenau a Criciúma, em cada prova, o mesmo entendimento nas regras de premiação, ótima qualidade no kit do corredor (com alguns mimos de patrocinadores locais), além do valor das inscrições ser atraente, entre outras questões que agradam, como a destinação de parte da arrecadação para entidades de apoio a projetos sociais, por exemplo.
É o maior circuito de Santa Catarina, pronto, falei.


Eu tinha sido convidado para um casamento em Itajaí para o sábado, véspera da corrida. Como havia feito a inscrição antes de supor o outro compromisso, juntei a fome com a vontade de comer e ficou uma beleza.
O detalhe de ficar na cidade, hospedado a quinhentos metros da largada da prova, fez toda a diferença para mim. Achei ótimo não ter que pegar estrada e poder chegar descansado ao local da corrida, sem o frio na barriga e os meus 'atropelos'.
O dia estava chuvoso e, ligeiramente, frio. Tanto, que a organização do circuito convidou os participantes para aquecerem no interior do prédio da Marejada.  


Na hora de correr não teve jeito, 'pernas-pra-que-te-quero' saltando poças da chuva que havia dado trégua e um clima agradável para buscar a melhor marca pessoal.


Ainda antes da largada, enquanto aguardava em meio à galera o sinal de partida, lembrei que havia deixado o relógio no guarda-volumes, dentro da mochila. Não daria tempo pra buscar sem ter que passar algum apuro. Resolvi correr às cegas, sem noção de ritmo.
'Cinco, quatro, três, dois, um' e o coração parece motor de carro esportivo jogando as rotações pro alto. Acho que não tem corredor que não fique ansioso nessa hora.
Acabei ficando encurralado na largada e isso foi um pouco frustrante. É claro que a prioridade tem que ser de quem se posiciona primeiro, ninguém tem lugar cativo. Mas às vezes a busca por um bom posicionamento faz a gente perder uns dez minutos de aquecimento. Enfim, eu não sabia que esse 'detalhe' faria alguma diferença no final. 


Nesta prova acabei conhecendo o Bruno, de Blumenau.
Corremos lado a lado durante boa parte do percurso e creio que sua companhia tenha me ajudado a manter o ritmo de prova.   


Não sou o tipo de corredor que olha para trás enquanto corre, e nem gosto que o cara que vai à frente fique me olhando também. Não disputo posição com ninguém, apenas tento fazer o melhor que posso.
O único que busco vencer, realmente, é o pensamento traiçoeiro que tenta me convencer a reduzir o ritmo e, em última instância, a caminhar.
Enfim, quem não reduziu nem um pouquinho, e muito menos caminhou, foi o Marcelo Lima, de São Bento do Sul, vencedor da prova de 5 km. Grande campeão!


Na prova de 10 km o vencedor foi o Jonas, também de São Bento do Sul.
Muito forte esse garoto.


Essa gente de São Bento do Sul não sabe brincar de correr. Já vai ganhando e pronto. Sem graça isso, viu?
Mas emocionante mesmo foi a chegada e classificação na minha categoria de idade, de 35 a 39 anos.   
O Jorge passou primeiro a linha. Eu cheguei em seguida quase pisando em seu calcanhar, e o Bruno veio depois, quase pisando no meu.


Depois da peleia, enquanto a premiação não saía, a gente batia aquele papo gostoso entre amigos.
Se a gente adora falar sobre corrida no trabalho, em casa, na academia, na igreja, no supermercado, na sauna (?) e na padaria, imagina se a gente perde a oportunidade de falar a respeito com quem gosta muito de corrida também!
É muita troca de experiências.


Juro que só fiquei sabendo que havia chegado em primeiro lugar na categoria quando o locutor do evento nos chamou ao pódio.
Foi aí que fez diferença eu ter largado um pouco atrás, em meio à aglomeração de corredores.
Só que o primeiro lugar não me garantiu ficar mais alto que o Jorge no pódio. 


As próximas etapas do circuito Corridas do Bem serão bem longe de casa, lá para as bandas do oeste do Estado. Por isso, vai demorar um pouco pra eu participar de novo, infelizmente.
Mas enquanto não chega outra oportunidade eu já sei que estratégia adotar para vencer em minha próxima participação...
Aprender com o pessoal de São Bento do Sul, é claro.


Até a próxima, meus amigos.
Obrigado pela leitura.

5 comentários:

  1. Parabens, excelente corrida, o clima estava formidavel para correr mesmo e voce foi sim bem maior que eu no podium, eu tambem achava que tinha ganho por um segundo ate o locutor anunciar, mas visto pelo teu esforço e por ser um grande cara (no to falando em altura, fico tranquilo em ter perdidopra vc e quase o bruno, mas te prepara que nao vai ser assim nao.... #partiutreino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk... Méritos para o campeão de acelerar no final.... mas Marciano te cuida que vamos ficar Brutuss! Rsrsrs.... abs pras vcs!

      Excluir
    2. Kkkk... Méritos para o campeão de acelerar no final.... mas Marciano te cuida que vamos ficar Brutuss! Rsrsrs.... abs pras vcs!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Que legal a matéria e o blog Marciano. Muito agradecido e contente de cada prova conhecer pessoas fantásticas com voçê e outros novos amigos em um ambiente natural e esportivo como a corrida nos proporciona. Até a próxima parceiro! 👍😉

    ResponderExcluir