terça-feira, 29 de dezembro de 2015

RETROSPECTIVA 2015

É quase hora de trocar o último dígito do calendário e a gente faz aquele balanço do ano que se encerra.
Não sei vocês, mas eu tenho sempre a impressão de que o passar dos meses, olhando bem o calendário, representa uma escadaria de números. É como se fôssemos descendo todos os dias até chegar em 31 de dezembro. Depois zera tudo e a gente desce de novo, sem ter que subir pra descer novamente.
Meu Deus! Devo ter bebido água de enxurrada, só pode.
Enfim, uma coisa que não pode faltar em todo final de ano, além do especial do Roberto Carlos na Globo, é uma boa retrospectiva do que aconteceu desde o início daquela escadaria de números. Por isso, quero compartilhar com os amigos um pouco do que foram as 28 etapas de corridas das quais participei neste ano de 2015. Prometo ser breve nos comentários. (mentira!)
4ª Meia Maratona Riomafra (22/02/2015) - Benzadeus!!! Nunca vi tanta subida numa prova de meia maratona. Achei super desafiador o percurso e recomendo aos amigos que participem desta prova se puderem. A organização foi de primeira qualidade e a sensação de dever cumprido no final da corrida lavou a alma. A foto abaixo é do final do percurso, por isso me atrevi queimar a última lenha.


22ª Meia Maratona de Joinville (15/03/2015) - Depois de treinar algumas vezes no percurso estava certo de que faria uma boa corrida. Infelizmente, ou felizmente, não sei, as coisas nunca são previsíveis assim. O fato foi que o dia estava quente e úmido, e a chuvinha  que caiu antes da largada elevou ainda mais a sensação de ser um pão assando no forno. Minha foto no percurso retrata bem a frustração que foi chegar com o tempo acima do que havia treinado. "Cosas de la vida".


Joinville 10K (29/03/2015) e Jaraguá do Sul 10K (26/04/2015) - A primeira, das duas, já era conhecida e sempre atraiu bom número de participantes. Claro, não podia ser diferente na edição de 2015. De quebra, fomos brindados com um clima ameno e chuvoso. Seria meu primeiro pódio do ano, mas um problema na cronometragem atrasou em dias a premiação e recebemos os troféus em casa mais tarde, ou no endereço do trabalho, como no meu caso.
Já a corrida em Jaraguá do Sul (4) foi a primeira vez do circuito 10K, salvo engano. Da forma que aconteceu me anima pensar que a cidade estará no circuito de novo em 2016. Vamos cruzar os dedos. Ah, sim! Ali rolou meu "primeiro" pódio do ano.


16ª Corrida Rústica Cidade de Araquari (09/05/2015) - Particularmente, não gosto muito de correr no período da tarde, ainda mais nos finais de semana. Deve acontecer só comigo, mas bate uma "lombeira" depois do almoço que já penso em consultar um médico pra saber se é grave. Acho todo cuidado justo, porque desconfio que, além de tudo, a lombeira pode ser contagiosa. Mas não foi por falta de esforço que fiquei fora da premiação nesta etapa... Foi porque a concorrência em Araquari estava forte pra caramba.


2ª Corrida Ádria Santos (17/05/2015), Circuito Unimed Etapa de Itajaí (31/05/2015) e Circuito Brasil de Corridas Etapa de Joinville (07/06/2015) - A corrida da Ádria Santos (6) chegou no ano passado e se firmou no calendário. Até dispensaria comentários, por se tratar de pessoas que conhecem os anseios dos corredores, no caso, a Ádria e seu esposo Rafael, que encabeçam a organização da prova. Mas é preciso atestar a ótima qualidade de tudo que rolou, desde o kit de corrida até a disponibilidade de muitas fotos pelas redes sociais. Show, literalmente.
A etapa de Itajaí, do circuito da Unimed (7), marcou minha primeira participação do ano na caçada à mandala. E essa proposta de correr 5 etapas do circuito para ser premiado é um negócio que deu muito certo. Só que no ano passado era preciso correr 4 etapas pela mandala. Que em 2016 não tenhamos que correr 6. Enfim, o padrão Unimed de corridas sempre empolga.
Por outro lado, o Circuito Brasil de Corridas (8) não levou muita gente às ruas de Joinville. Apesar de toda pompa, talvez tenha faltado uma divulgação melhor e o pessoal acabou se inscrevendo em outras provas da região. Uma pena, porque tinha tudo pra ser marcante no calendário de corridas. Não foi.


32ª Maratona de Porto Alegre (14/06/2015) - "A primeira vez a gente nunca esquece". Uma experiência que, por privilégio, pude dividir com dois grandes parceiros, o Alex e o Eduardo. Tô falando da maratona minha gente... Da maratona. 
Então, quase tudo impecável, do início ao fim. A viagem divertida, a estadia proveitosa, o desafio desafiador... só achei o kit de corrida "xinguelingue" demais. Mas dá vontade de fazer de novo com meus amigos (no bom sentido).


Corrida Rústica do Colégio Adventista de São Francisco do Sul (21/06/2015) e Meia Maratona de Jaraguá do Sul (28/06/2015) - Voltar pra rua correr apenas uma semana depois da primeira prova de maratona não me parece uma ideia muito apropriada. Mas quando a gente já não decide sozinho acaba deixando se levar pela empolgação de terceiros, quartos, quintos... hahaha... Não é senhor Alex
Mas a corrida do Colégio Adventista (10) é aquela coisa, simples e acolhedora. Pena que eu estava quase morrendo da gripe. Mas valeu a pena. A pena e o pódio.
A Meia Maratona de Jaraguá do Sul (11) foi marcada por alguns percalços e uma tragédia, que foi o atropelamento fatal de um cidadão morador da região por onde passava o percurso. Coisas que fogem à estrutura da prova a irresponsabilidade de um motorista sem condições de guiar. Tomara que no ano que vem o evento se repita para apagar as marcas ruins e, certamente, escrever um capítulo mais bonito do que o que tivemos em 2015. Bola pra frente.


Corrida de Revezamento Nascentes do Piraí (11/07/2015) - Correndo em sexteto masculino pudemos dividir bem o percurso de pouco mais de 50 km e faturar o primeiro lugar em nossa categoria. Havia ainda modalidades para duplas, trios e, claro, a prova individual. Já penso seriamente em me aventurar no percurso sozinho no ano que vem. Ou não.


Circuito Estadual de Corrida Unimed Santa Catarina, etapas Riomafra (19/07/2015) e Jaraguá do Sul (26/07/2015) - Obcecado pela mandala resolvi subir a serra pelo circuito da Unimed, que pela primeira vez esteve em Rio Negro/Mafra (13). Aproveitando a passagem de aniversário do amigo Silvano juntei a fome com a vontade de correr (de correr!) e fiz render o final de semana. A alegria ainda se acomodava em nós porque sabíamos, eu e a amada Danusia, que daquele dia em diante brilharia uma nova estrela em nossas vidas. Lembro que não corri naquela prova, eu flutuei. Agora mesmo, enquanto escrevo, vejo o Pedro tomando a sopinha em sua pequena cadeira. Um dia... eu é que estarei tomando a sopa amarrado na cadeira enquanto ele olha de longe.
Ah, claro! A etapa de Jaraguá do Sul (14) guardou o mesmo padrão de capricho selado pela Unimed. A única ressalva da prova foi que ela tornou-se desgastante pelo percurso de 10 km se dividir em quatro voltas pelo Parque Malwee. Mesmo tendo corrido somente 5 km me solidarizei com os que correram o dobro.


Mizuno Uphill Marathon (01/08/2015) - Mais uma vez tive o prazer de dividir um grande desafio de maratona com dois grandes amigos. O Eduardo é muito pilantra, no bom sentido (se é que há). Não contente com a façanha de ter conseguido se inscrever numa das mais concorridas provas de corrida, ainda dobrou a façanha e me colocou no fogo. Mais tarde, conseguiu intermediar a inscrição do Alex também.
Eu sei que devo agradecer, mas se eu pego eu mato... hahaha... Preciso reconhecer que ele nos tirou da zona de conforto, mas precisava nos fazer subir a Serra do Rio do Rastro pra isso?
Incomparável o sabor da superação.


Night Run Joinville (08/08/2015) - Aconselhado a não correr tão logo após a participação na Uphill, me convenci de que era preciso recuperar a musculatura. É verdade que foi um pouco a contragosto, afinal, teimosia não tem músculo e a fome por medalhas fazia barulho no estômago vazio. A Night Run Joinville aconteceria no sábado e já era quase fim de expediente na sexta-feira quando o amigo Adriano confirmou que tinha à disposição duas inscrições para a corrida. Assim, na faixa... como injeção na testa, de graça. 
Como tinha apenas 15 minutos para fechar o prazo de inscrições não houve tempo para repassar a gratuidade a corredores em melhores condições físicas. Assim, achei justo convidar o Alex pra fazer parceria na modalidade de duplas. Lá fomos nós, dois carnes-moída, ao pódio!!!


Período de seca...
Circuito Estadual de Corrida Unimed Santa Catarina, etapa de Brusque (16/08/2015) - Mais um degrauzinho rumo à mandala mas tive que voltar pra casa conformado (17). E olha que foi uma das melhores corridas que fiz no ano em provas de 10 km!
Corrida e Caminhada Mc Dia Feliz (23/08/2015) - Uma corrida no dia do aniversário da esposa seria uma ótima oportunidade para me inspirar e oferecer uma homenagem a ela no final. Pena que não me classifiquei entre os primeiros (18)... Fiquei com a desculpa.
Circuito Estadual de Corrida Unimed Santa Catarina, etapa de São Bento do Sul (29/08/2015) - Com a premiação garantida pela mandala corri sem o peso de qualquer responsabilidade na prova. Não por isso, fiquei sem pódio de novo (19). Ô fase!!!
Brusque 10K (13/09/2015) - Com a expansão do circuito SC 10K Brusque não poderia ficar de fora do roteiro de corridas. Além do bom número de praticantes da atividade, a cidade conta com nomes fortes nas competições de rua. Talvez por causa disso eu tenha voltado pra casa só com a experiência que ganhei (20).
6ª Corrida e Caminhada IOT (20/09/2015) - Pensa numa corrida abarrotada de corredores, bem organizada, de caráter beneficente, percurso desafiador e clima castigante!!! Agora multiplica... Essa foi a corrida da IOT na edição 2015 (21). Acha que por isso eu fiquei fora do pódio?
Exatamente. 


Circuito de Caminhadas e Corridas do Sesc, etapa de Joinville (27/09/2015) - Depois de acordar cedo e tomar um banho de sal grosso parti para mais uma etapa de corrida. Eu já tinha me desapegado dos pódios e me conformado em não criar falsas expectativas de premiação. Ter criado uma nova visão de minhas participações fez tão bem que eu não sentia mais o desafio de correr no meu limite. Eu entendia, enfim, que o resultado não importava mais, e que a razão não podia suprimir a emoção em cruzar a linha de chegada.
Resultado: pódio. E voltei a sofrer tudo outra vez.


Desafio do Mirante (11/10/2015) - Depois de ganhar a inscrição num concurso promovido pelo blog Mulheres na Pista, eu já estava faceiro com todo aquele clima. Era a minha centésima participação em corridas e aquilo significava muito pra mim. Havia uma atmosfera sem igual, uma leveza sem explicação. O pódio no final foi arrebatador, só com os mais chegados... hahaha.


Sesi Farmácia Life Run, etapa de Joinville (25/10/2015) - Repetindo a dose do ano passado, que deixou boa impressão, Joinville contou mais uma vez com uma etapa do circuito Life Run. Posso estar enganado, mas tenho a impressão de que o antigo circuito foi decomposto com as "Corridas do Bem". Bom também!


8ª Meia Maratona Cidade de Pomerode (01/11/2015) - Apesar de todo o sufoco que passei antes da prova, foi minha melhor participação na distância de 21 km. O clima chuvoso e a temperatura agradável favoreceram a corrida e não teve como não participar bem. Mas só participar mesmo, porque pódio numa corrida dessas ainda está longe da minha realidade. A organização mandou super bem, de novo.


Balneário Camboriú 10K (22/11/2015) - Com a epidemia de provas canceladas que se espalhou no final do ano tive que correr atrás de uma corrida em cima da hora. Não tinha colocado a BC 10K na minha programação, apesar da confiança no trabalho de sua organização. E foi graças à amiga Carolina, do blog Mulheres na Pista, que consegui uma vaga quando já se encerrava o prazo das inscrições.
As coisas fluíram tão bem, que mal posso esperar pra correr a prova de novo no ano que vem.


Circuito Sesi Corridas do Bem, etapa de Itajaí (29/11/2015) - Depois de ter trocado de idade fui experimentar a sensação de correr aos 36 anos. Percebi que não muda nada, dói nos mesmos lugares de antes.
Outra coisa que observei foi que as corridas de final de ano perdem força em relação às organizadas até outubro. Muita gente chega no fim do calendário com uma carga considerável de quilômetros rodados e cansaço agregado. E tem ainda os valores gastos nas inscrições e o início de uma poupança para os presentes de Natal.
Sobre a organização da corrida em Itajaí, muito boa.


Sesi Farmácia Life Run, etapa de Jaraguá do Sul (06/12/2015) - Decidido a fechar o calendário de corridas no ano me inscrevi para 5 km derradeiros nas lajotas do Parque Malwee. Fiquei contente pelo percurso não ser o de duas voltas no parque, ou quatro voltas para os atletas dos 10 km.
Embora tenha passado o aperto de chegar em cima do horário da largada tudo ficou bem no final. O mano Juliano teve participação direta no meu alívio com o relógio. É como eu digo, esse guri é um irmão pra mim!
Pódio pra fechar 2015.


Ufa!!!
Não sei quantos amigos tiveram a paciência e a curiosidade para ler o texto todo, mas agradeço o carinho, a amizade e a meia-leitura. Espero que possamos nos encontrar no próximo ano em alguma etapa de corrida ou em alguma calçada, academia, ônibus, elevador.
Já tenho traçadas as metas com corridas para 2016, e no próximo post compartilharei com os amigos. Recomendo a todos que visualizem seus objetivos também. É o nosso combustível pra seguir, de onde tiramos as forças quando parece que já não temos.
Hora de tirar as pedrinhas do solado.


Feliz 2016!!!
Até a próxima.
  






   
  




  


  


  





Um comentário:

  1. Bora dobrar a meta. Parabéns irmão, saúde e sucesso nesse ano que se inicia.

    ResponderExcluir