sábado, 24 de outubro de 2015

11/10/2015 - DESAFIO SUBIDA DO MIRANTE - CORRIDA Nº 100

Saudações amigos!!!
Faz mais de três meses desde a última postagem e eu já estava com saudade de escrever neste blog. Vontade não faltava, mas tempo... Ah! O tempo...
Mas vamos em frente que atrás vem gente!
No último domingo, dia 11, participei do Desafio Subida do Mirante. Foi apenas a terceira edição da corrida, mas esta já é uma das provas que mais gosto de fazer. Parece que eu sempre falo a mesma coisa, mas é verdade.


Cartaz da corrida
Gosto tanto desta prova que planejei alcançar a marca de 100 participações em corridas justamente nesta subida. Eu só não sabia o quanto poderia ser especial esta centésima peleia.
A começar pela inscrição, quando venci o concurso promovido pelo Blog Mulheres na Pista, das amigas Fernanda e Carolina, que presenteava um homem e uma mulher que melhor justificassem merecer a participação "na faixa". Ganhei a inscrição apresentando uma pequena arte sobre esta minha comemoração. Mas nem lembro da última vez que havia ganhado alguma coisa "totalmente grátis". 

"Não tão ficou ruim"
Claro que não foi só a gratuidade na inscrição que fez valer a pena estar neste desafio. Foi também a presença de uma galera muito gente boa, de Joinville e das redondezas, que fez e que faz acontecer todo esse barato nos eventos do nosso esporte. Gente que dá força, que compete e nos apressa, gente que não tem pressa, gente do mais alto gabarito, que não tem preço. Gente boa pra caramba.

Gustavo Dudat e Adriano Camilo
A largada da corrida aconteceu no mesmo local do ano passado, entre o Centreventos Cau Hansen e o Expocentro Edmundo Doubrawa.
Largada de corrida é sempre um "Deus nos acuda", não tem refresco.
Dependendo das expectativas do corredor não se pode perder tempo nessa hora. Já quem não quer compromisso com tempo de prova não tem muito com o que se preocupar. Esse é um bom tema pra uma conversa entre corredores num almoço de domingo. Uma hora dessas a gente compra um frango com farofa e maionese e discute a respeito. Só prometo que levo a Coca-Cola.  

"Pernas pra que te quero!"
Agora prestem atenção neste rapaz:

- Guardem bem esta fisionomia!
Agora vejam isto!!!

- Ganhou por mais que um focinho!
E isto!!!

Premiação na categoria Geral?
Onde está nosso amiguinho? Onde?
O cãozinho corredor fez quase tudo certinho. Ele largou com o bloco, fez todo o percurso, cruzou a linha de chegada na frente da galera e voltou para assistir a premiação. Depois de tudo isso não foi chamado ao pódio.
Sem entender o ocorrido, fui representar o colega quadrúpede numa conversa com a organização da prova. Queria uma boa justificativa para o "erro" na cronometragem.
Mas aí quebrei a cara. O amigo Gilberto explicou que o cachorro correu de "pipoca" e que não teria mesmo direito ao troféu, nem medalha e nem a nada. E que se eu insistisse ele chamaria a polícia.
Tudo bem pra mim. Não tá mais aqui quem falou.
Aquele cachorro pode não ter subido no pódio, mas eu subi. Não que a gente tenha alguma coisa a ver um com o outro. Afinal, ele corre pra caramba.

1º lugar na categoria 35/39 anos
Esta prova foi tão louca que na foto deste pódio só tem amigos comigo.
E não, o quinto colocado não faltou na premiação. Os troféus eram distribuídos mesmo até o quarto melhor das categorias de idade.

Eita festa!!!
O banner que apareço segurando foi uma grata surpresa. Só quando estacionei o carro no Centreventos foi que a Danusia me disse que tinha preparado aquilo. Fiquei besta pra caramba. Mais que o de costume. 

Essa é pra colocar na moldura
É claro que ter 100 corridas no currículo não é algo extraordinário. Mas o fato de ter conseguido isso em tão curto espaço de tempo me envaidece um pouco.
Isso é coisa da base. Aliás, da base da base. A Danusia é responsável direta por eu continuar quando a motivação por vezes me faltou. Ninguém é de ferro, e apesar de eu ter esses braços fortes como pedra (#sqn) sou de carne e osso... hahahaha... Acredito que a cada 10 corredores 11 já pensaram em parar em algum momento. Este cara que "sobra" na conta é aquele que chegou em casa, sentou no sofá e não saiu treinar antes que a novela acabasse. Depois levantou comeu um doce e foi dormir. Coisas assim acontecem, apesar dos pesares.

A culpa é dela.
Tá bom! O cara faz juras de amor pra mulher, agradece todo o apoio e carinho, mas a foto com maior teor de romantismo é esta com o "Matcha", de Jaraguá do Sul.

Sem mais.
Mas não teve registro com os amigos Marciano?
Teve.
Só gente boa.
O Oliverio também apareceu. Mas ele não participou. Acho que estava com saudade do clima de corrida. No final do ano ele deve marcar presença mais uma vez na Corrida de São Silvestre. É bom retomar o ritmo meu amigo. Seja bem-vindo! 


Lá pelas tantas, rolou uma homenagem por conta da centésima participação. Aí o amigo Fabrício falou:
- Grande Marciano!
Eu pensei: Tá gravando?
- Como você se sente em completar cem provas hoje?
- Eu só completei a do Mirante hoje. Mas tá gravando?
- E o que você pode destacar em todas essas suas corridas?
- Ninguém tem mais alfinetes que eu na minha rua. Pra onde eu olho? 
- Legal Marciano. Que venham mais cem provas pra você.
- Obrigado, mas tá gravando? 

Pra onde eu olho?
Caramba! Não tava gravando.
É que eu não queria que aquilo acabasse. Estava me sentindo a última bolacha do pacote, o último gás da Coca, o rei da cocada preta.
Mas como até a uva passa, que venham mais tantas corridas Deus permitir que com saúde eu faça. 
E antes de finalizar eu gostaria de parabenizar o amigo Davidson por também ter alcançado a sua marca de 100 provas realizadas. Acho válida a lembrança porque a centésima vez deste cara em corridas também aconteceu recentemente. Já o considerava um irmão de corrida, mas não tinha ideia que poderíamos ter sido gêmeos!

Fotogênico pra caramba!!!
Parabéns Davidson!!!
Hasta la vista companheiros!








Nenhum comentário:

Postar um comentário